Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Festivais

Álvaro Covões

Orçamento do NOS Alive é de 8,5 milhões de euros

Álvaro Covões, da Everything Is New, explica os valores envolvidos na edição deste ano do festival de Algés

O NOS Alive irá cumprir, este ano, a sua 11ª edição. O festival, que se realiza desde sempre no Passeio Marítimo de Algés, irá contar no seu cartaz com nomes como The Weeknd, Foo Fighters ou Depeche Mode, entre outros.

Este ano, o orçamento para o festival é de 8,5 milhões, mais um milhão do que em 2016. "O nosso objectivo é o cartaz. E, para isso, é preciso investir. Acho que justificou o aumento do investimento porque vendemos tudo rapidamente", explica, em entrevista ao Jornal de Negócios, o diretor da Everything Is New, Álvaro Covões. Os bilhetes, recorde-se, esgotaram três meses antes do início do festival - mesmo tendo aumentado de preço em relação ao ano passado.

Estima-se que cerca de 165 mil pessoas marquem presença no Passeio Marítimo de Algés, ao longo dos três dias do NOS Alive, de 6 a 8 de julho. São números que, segundo um estudo avançado pela organização do festival, têm um impacto de 55 milhões de euros na economia local. valores de que Álvaro Covões se orgulha, sem no entanto deixar de criticar o que considera ser uma elevada taxação para os espetáculos culturais - 13% de IVA. "Estranho como o Estado penaliza quem [garante 55 milhões na economia], ainda a cobrar um imposto", desabafa.

Para o diretor da Everything Is New, a importância dos festivais de verão no turismo ainda não é devidamente reconhecida pelo Estado. "Temos uma indústria que foi capaz de responder desde o primeiro minuto. Se não houvesse turismo, nem sei se estávamos com a troika. Se calhar estávamos na bancarrota", considera.