Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Opinião

Chuta daí, Sobral

Claro que isto não tem nada a ver com futebol. Ou tem?

Já que estamos em dias santos, permitam-me ser acólito.

No mesmo dia em que o Papa nos dará a missa e um português canoro brilhará – tudo leva a crer – num festival a leste, os “vermelhos” podem levar o caneco.

Mas as contas da superstição não são essas, as do “título” – não desmerecendo a Luz. Recuemos no tempo. Como esquecer o luso Euro 2004, em que a bola rolou do Minho ao Algarve?

De tão garboso certame, não sei porquê, descuidei o resultado do embate final. Ocorre-me, porém, assinalar que, menos de um ano depois, foi a Grécia a cantar de galo no festival da Eurovisão. É daquelas coisas que não se repetem, terei pensado na altura.

Inapto para dar a táctica, resta-me o lugar na bancada amanhã à noite. Vou ser aquele tipo atrás baliza que pede o milagre, perdão, o remate – com palavrões à mistura. Chuta daí, Sobral. É capaz de dar golo.