Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Opinião

António Zambujo

Rita Carmo

Portugal Nova Estação: a beleza de um país em flor

Este mês, a BLITZ publica uma porção generosa de entrevistas com músicos nacionais, acompanhadas por fotos imperdíveis

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Muito tenho escrito por aqui sobre o talento que, por estes dias, continua a jorrar na música portuguesa. Tal como o próprio país, que nos seus modestos 600 quilómetros de extensão acondiciona uma salutar variedade de paisagens, histórias e sotaques, os discos que saem do retângulo (e das ilhas…) oferecem atualmente mais do que competência ou profissionalismo. Há paixão, há vontade e há, acima de tudo, uma diversidade que vai muito além dos universos (bem frequentados) do fado e da world music.

Desde a passada sexta-feira, a BLITZ de novembro, com os Pink Floyd na capa, dedica dez páginas a alguns portugueses em topo de forma e com disco fresco no bolso. Rita Redshoes fala-nos de uma nova vida, encetada em Berlim, Bruno Pernadas partilha as harmonias sofisticadas que o fascinam, António Zambujo conta-nos tudo sobre a vénia a Chico Buarque, em Até Pensei que Fosse Minha, e Capicua e Pedro Geraldes apresentam-nos as suas canções ecológicas para crianças de todas as idades. Neste dossiê a que chamamos Portugal Nova Estação, falámos ainda com Mitó Mendes e Sandra Baptista sobre as canções insubordinadas das Señoritas e com White Haus e You Can’t Win, Charlie Brown acerca dos novos capítulos das suas sólidas caminhadas até aqui.

Em ano de triunfo europeu, contudo, a nossa seleção não fica por aqui, estendendo-se a Cristina Branco, autora de um dos mais audazes discos do ano, aqui «interrogada» em formato P&R; a Rodrigo Leão, ouvido com o parceiro criativo Scott Matthew, e a Legendary Tigerman & Filipe Costa, cujo primeiro disco conjunto, The Secret Agent, pode obter gratuitamente com a BLITZ nº 125. E atenção ainda ao novato Capitão Capitão, aka J.P. Mendes, a nova aposta da BLITZ Records, brevemente disponível para escuta.

Em praticamente todos estes artigos, vale não só a música dos protagonistas e as palavras com que a defendem, como as belíssimas fotos da nossa imprescindível Rita Carmo. Depois da habitual azáfama todo o terreno da temporada dos festivais de verão, a mulher que desde 1992 dá imagens às histórias BLITZ «apanhou» Cristina Branco num manto verde, Rita Redshoes iluminada por néons ou Zambujo de olhar penetrante, entre tantos outros retratos para uma galeria em constante expansão.

Lembra o bom senso que ninguém é bom juiz em causa própria, mas deixem-me, por uma vez, virar o foco para quem está atrás da câmara e chamar a atenção para estas imagens (são nove sessões exclusivas) que trazem ao de cima o brilho inato dos fotografados, valorizando ainda mais uma edição bem recheada.