Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Opinião

Uma súbita rajada de música boa

Mas que bela rentrée! Com Angel Olsen, De La Soul, Thee Oh Sees, Teenage Fanclub ou Divine Comedy vamos muito bem aviados

Fazer férias de música? Não há condições. O fim de agosto e o arranque deste setembro trouxe-nos aperitivos (e confirmações) para um outono de grande colheita. Senão atente:

Angel Olsen - "Sister"

Depois de uma desconcertante "Intern" e de uma fabulosa "Shut Up Kiss Me", a artista do miraculoso Burn Your Fire For No Witness desacelera - e que bem lhe fica. My Woman saiu hoje e anda toda a gente a falar nele.

De La Soul - "Here In After"

Assenta-lhes inesperadamente bem esta faceta "De La Indie". Mas a partir dos 2 minutos e 12 segundos a coisa passa a interessar ainda mais com a chegada de Damon Albarn.

Teenage Fanclub - "I'm In Love"

E já que se fala em De La Soul, abram-se alas para estes amorosos escoceses que até já colaboraram com eles. A melhor banda do mundo para Kurt Cobain e a segunda para Liam Gallagher é um dos maiores tesouros do rock bonito. O disco novo sai para a semana (entretanto, pode ler isto) e podemos ir à confiança.

Thee Oh Sees - "Dead Man's Gun"

Alguns dias depois do furacão Thee Oh Sees em Paredes de Coura, um vídeo com problemas cutâneos. Agora a sério: o melhor garage/psych rock contemporâneo está aqui. Sorte a nossa.

Belle and Sebastian - "Olympic Village 6AM"

Saímos do Rio de Janeiro com as mãos quase a abanar, mas ficou um belo instrumental para afogar as mágoas. Obrigado, Telma. Obrigado Belle & Sebastian.

The Divine Comedy - "How Can You Leave Me On My Own"

Neil Hannon sozinho em casa a fazer disparates. Musicalmente falando, tudo bem por aqui. Foreverland, o primeiro álbum em seis anos, também saiu hoje.