Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Opinião

  • 2017, ano de felizes surpresas

    Lia Pereira

    A cantora e compositora Azniv Korkejian assinou enquanto Bedouine uma das estreias mais belas dos últimos tempos. Mas não está sozinha, neste ano de grandes revelações

  • Menino não entra

    Luís Guerra

    2017 tem sido das mulheres. E no que ao rock (e arredores) diz respeito, é goleada garantida. Inclui playlist demonstrativa

  • Jazz numa noite de verão

    Rodrigo Madeira

    Rodrigo Madeira, designer da BLITZ, voltou a um lugar onde foi feliz: o festival Jazz em Agosto

  • Como Dave Grohl há poucos. Temos que o estimar

    Miguel Cadete

    “Quem já teve a felicidade de privar com ele, ou o prazer de ter sido bafejado por uma entrevista, como acontece nesta edição da BLITZ, sabe do que estou a falar. Dave é a antítese da estrela rock com tiques de prima-dona, atormentado por demónios ou embaraçado numa teia de vícios”, escreve Miguel Cadete no editorial da revista de agosto.

  • Arcade Fire, precisamos de falar

    Luís Guerra

    Ao longo dos últimos dias dei toda a minha atenção ao novo álbum dos Arcade Fire, “Everything Now”, procurando prolongar um namoro antigo. Talvez o problema seja meu, e não deles, mas a relação esfriou

  • O "caso" Future no Super Bock Super Rock. Foi muito mau ou foi mesmo o futuro?

    Rui Miguel Abreu

    Ontem, à saída do concerto de Future, três ou quatro caras conhecidas com que me cruzei repetiram a pergunta "viste aquilo?", seguida de um desabafo com diferentes variações de "foi muito mau". Goste-se ou não "daquilo" que o artista americano ontem apresentou no Super Bock Super Rock é impossível não pensar naquela "actuação" como um vislumbre do futuro