Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Listas

José Afonso

Os 40 melhores álbuns dos anos 70 em Portugal

Um olhar sobre a produção musical da década que viu cair o Estado Novo. Publicado pela primeira vez na edição de 25º aniversário da BLITZ, em 2009

1 JOSÉ AFONSO
Cantigas do Maio
1971

2 CARLOS PAREDES Movimento Perpétuo 1971
3 JOSÉ MÁRIO BRANCO Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades 1971
4 AMÁLIA RODRIGUES Com Que Voz 1970
5 CARLOS DO CARMO Um Homem Na Cidade 1977
6 QUARTETO 1111 Quarteto 1111 1970
7 BANDA DO CASACO Coisas do Arco da Velha 1976
8 SÉRGIO GODINHO Os Sobreviventes 1971
9 SÉRGIO GODINHO Pano-Cru 1978
10 CORPO DIPLOMÁTICO Música Moderna 1979
11 JOSÉ CID 10 000 Anos Depois Entre Vénus e Morte 1978
12 JORGE PALMA Com Uma Viagem na Palma da Mão 1975
13 DUO OURO NEGRO Blackground 1971
14 ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA Gente de Aqui e de Agora 1971
15 PETRUS CASTRUS Mestre 1973
16 QUARTETO 1111 Onde, Quando, Como, Porquê, Cantamos Pessoas Vivas 1975
17 JOSÉ MÁRIO BRANCO Margem de Certa Maneira 1973
18 TANTRA Mistérios e Maravilhas 1977
19 GO GRAAL BLUES BAND Go Graal Blues Band 1979
20 JOSÉ AFONSO Traz Outro Amigo Também 1970
21 JOSÉ AFONSO Venham Mais Cinco 1973
22 BANDA DO CASACO Dos Benefícios de Um Vendido No Reino dos Bonifácios 1975
23 AMÁLIA RODRIGUES E VINICIUS DE MORAES Amália/Vinicius 1970
24 BANDA DO CASACO Hoje Há Conquilhas, Amanhã Não Sabemos
25 FAUSTO Pró Que Der e Vier
26 FERNANDO TORDO Feito Cá Para Nós
27 JORGE PALMA Qualquer Coisa Pá Música
28 SHEIKS Pintados de Fresco
29 ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA Cantaremos
30 JOSÉ CID José Cid
31 PAULO DE CARVALHO Eu, Paulo de Carvalho
32 ARTE & OFÍCIO Faces
33 SÉRGIO GODINHO Pré-Histórias
34 JOSÉ ALMADA Homenagem
35 BRIGADA VICTOR JARA Eito Fora
36 PAULO DE CARVALHO Paulo de Carvalho
37 GAC Pois Canté
38 VITORINO Semear Salsa ao Reguinho
39 JOSÉ AFONSO Coro dos Tribunais
40 JOSÉ ALMADA Não Me Estendas a Mão

ACADEMIA DE MÚSICA DA BLITZ

Pedimos a mais de uma centena de individualidades (músicos, editores, managers, críticos) que nomeasse os seus discos preferidos das últimas cinco décadas de música portuguesa. 64 das pessoas contactadas responderam afirmativamente. A votação, secreta, decorreu de 25 de Setembro a 9 de Outubro. A ordem obtida resulta da atribuição de pontos a cada disco mencionado, tendo os mesmos sido contabilizados em função da prioridade em que surgem em cada votação (10 pontos para o 1º, 9 para o 2º, 8 para o 3º, etc).

Membros da Academia: Adolfo Luxúria Canibal (Mão Morta); Álvaro Covões (Everything Is New); Andreia Criner (Everything Is New); Amélia Muge (músico); Ana Cristina Ferrão (radialista); António Cunha (Uguru); António Manuel Ribeiro (UHF); António Sérgio (radialista); Bernardo Sassetti (músico); Camané (fadista); Carla Simões (Universal Music); Carlos Bica (músico); Carlos Seixas (Festival Músicas do Mundo); Cátia Maurício (Sony Music); Clã (músicos); Cláudia Santos (Universal Music); Daniel Bacelar (músico); Edmundo Silva (Sheiks); Flak (Rádio Macau); Francisco Pinto Balsemão (presidente da Impresa); Gimba (Afonsinhos do Condado); Hélder Moutinho (fadista); Henrique Amaro (Antena 3); Isabel Castaño (promotora); Isilda Sanches (radialista); Jaime Pereira (Diamantes Negros); João Carlos Callixto (crítico); João Miguel Tavares (Time Out); Joaquim Paulo (programador); Jorge Manuel Lopes (Time Out); José Almada (músico); José Mariño (Antena 3); José Niza (compositor); Karla Campos (Cool Jazz Festival); Lia Pereira (BLITZ); Luís Guerra (BLITZ); Luís Pinheiro de Almeida ( jornalista); Manuel Halpern (Jornal de Letras); Mário Lopes (crítico); Mário Rui Vieira (BLITZ); Miguel Francisco Cadete (BLITZ); Nuno Faria (Afonsinhos do Condado); Paula Freitas (promotora); Paula Homem (Valentim de Carvalho Edições); Paulo Franco (Farol); Paulo Junqueiro (EMI Music Brasil); Paulo Ventura (Metrónomo); Pedro Boucherie Mendes (SIC); Pedro Dias Almeida (Visão); Pedro de Freitas Branco (músico); Pedro Tenreiro (Valentim de Carvalho Edições); Pedro Trigueiro (Universal); Rodrigo Leão (músico); Rodrigo Madeira (BLITZ); Rui Mascarenhas (Optimus); Rui Miguel Abreu (crítico); Rui Pregal da Cunha (Heróis do Mar); Rui Vieira Nery (musicólogo); Sofia Nunes (EMI Music); Toneca (Filarmónica Fraude); Tozé Brito (editor); Vítor Belanciano (Público); Vítor Rua (músico).

Originalmente publicado na BLITZ de novembro de 2009