BLITZ Homepage
Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -
Partilhe este artigo:

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto]

Veja as fotos e saiba como correram os quatro concertos que fizeram do Pavilhão Atlântico, ontem à noite, um verdadeiro salão de baile.

O evento Lisbon Calling chamou ontem à noite à capital quatro bandas que se tornaram míticas há duas décadas atrás e um público ávido de reavivar memórias da sua idade de ouro. A idade média da audiência que compôs (e bem) o Pavilhão Atlântico rondaria os 40 e picos e seriam raros os casos/indivíduos sub-25. Aos casais, em família (alguns conseguiram arrastar, aparentemente a contragosto, os filhos ou mesmo os netos) ou em grupo, o público lisboeta deixou-se levar numa verdadeira viagem no tempo.

MARILLION
Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Apesar de às 19h30 a maratona de música - que se prolongaria por quase seis horas - estar ainda no início, a verdade é que tudo parecia bem composto para uma noite em cheio: a plateia estava bem recheada e as bancas já bastante salpicadas de pessoas. Os Marillion eram a primeira banda a entrar em palco e de forma tranquila apresentaram as suas canções rock baladeiras, recebidas também pela audiência de forma bem calma.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Os rasgos de guitarra mais arrojados e apaixonados puxavam tímidos headbangings e assobios entusiastas, enquanto a voz melódica de Steve Hogarth e a atitude segura da banda faziam bater o pé entre conversas e cerveja. "Neverland" pôs termo a um concerto de cujo alinhamento não constou "Kayleigh", porventura o tema aguardado com maior fervor. Não foi por isso, no entanto, que o público não fez soar pelo recinto os seus aplausos efusivos.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


STRANGLERS

Os Stranglers tocaram todas as canções que o público desejava ouvir. A atitude bem-humorada da banda britânica foi bastante bem recebida e entre bateria cavalgante e guitarras enfurecidas, o entusiasmo foi crescendo. Aquilo que chegou a parecer uma reunião de antigos amigos da Classe de '85 - com muita gente a dedilhar guitarras imaginárias e a bater palmas totalmente fora de ritmo - tornou-se numa experiência social completamente única (Lisbon Calling revelava-se aos poucos o verdadeiro festival dos graúdos).

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Os sintetizadores deram o mote e as vozes bem afinadas juntaram-se para receber em uníssono "Always the Sun". O assalto aos baús de recordações resultou em pérolas (sempre negras) como t-shirts dos Xutos & Pontapés (nem ousámos perceber a data da digressão), dos Rammstein, dos Scorpions ou mesmo do filme O Padrinho.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Teclados em loop deram origem à sequência mais certeira do concerto dos Stranglers: "Strange Little Girl" ("where are you going?", permitimo-nos responder: "para uma discoteca chamada BBC") e aquele hino que paira na memória colectiva de todos os que viveram os anos 80, intitulado "Golden Brown". Este último tema foi, obviamente, recebido de braços bem abertos (e no ar) e gargantas desempoeiradas. Já mais para o fim da actuação, e depois de manter o ritmo bem acelerado, a banda oferece ainda o docinho "All Day and All of the Night", ao qual o público reage de forma instantânea, expulsando tensões armazenadas durante anos.

B-52's
Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Quando os norte-americanos B-52's invadem o palco - e o enchem de cor - a plateia está verdadeiramente composta. O que se seguiu foi, a julgar também pela reacção do público, o concerto da noite. A festa começou de mansinho e resvalou para um festão inimaginável. À hora em que chega "Love Shack", última canção do alinhamento, o público já não oferecia qualquer tipo de resistência, imitando as danças e coreografias tresloucadas (e um pouco ridículas) que a banda ensaiava em palco.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Percussões, maracas e um trio de vocalistas bem para lá da meia-idade - mas bastante desempoeirado - foram os argumentos mais fortes de uma festa arrasadora. Canções do bem recente Funplex (destaques para "Juliet of the Spirits", "Hot Corner" e "Love in the Year 3000") entrecruzaram com viagens ao passado, como "Mesopotamia" ou "Private Idaho", e o público vibrou, sem reservas. No fim, ficaram os reptos: "falem de nós aos vossos amigos" e "vemo-nos para o ano".

MEAT LOAF
Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Apesar de a música teatral de Meat Loaf, estreia absoluta em solo nacional, pedir um cenário em tons góticos e austeros, foi com um pano de fundo alusivo à presente digressão e uns efeitos a imitar fogo que a cenografia de palco se compôs. Durante uma hora e meia, um Meat Loaf visivelmente mais magro esforçou-se e bem para dar o melhor que tinha a um público conquistado aos poucos. "Casa de Carne" (leia-se em castelhano) é o nome da tour e o símbolo é um touro de olhos vermelhos (então e o morcego?).

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


A bateria forte deu início ao concerto, com a verdadeira descarga rock cujo título é "I Want You So Hard (Boy's Bad News)" (versão de um original dos Eagles of Death Metal). De chapéu de vaqueiro a boné de caçador, de camisa de pescador a fato de gala, o músico apresentou-se sempre muito bem rodeado pelas cantoras (entre as quais Patti Russo, companheira de longa data) que asseguram os coros e os duetos.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


A interacção entre os cantores e as poses teatrais com rasgos de comédia deixaram o público convencido, reagindo cada vez melhor a um alinhamento que teve como pontos altos "Life Is a Lemon and I Want My Money Back" (talvez houvesse quem pensasse seriamente nessa possibilidade, dados alguns valentes bocejos), "Dead Ringer For Love" (Cher, onde andas?), o épico "Paradise By the Dashboard Light" e, quase no final, "I Would Do Anything for Love (But I Won't Do That)". Para terminar em beleza, fica a pairar no ar uma versão de "Roadhouse Blues", dos Doors.

Lisbon Calling: B-52's, Meat Loaf, Marillion e Stranglers no Pavilhão Atlântico [fotos + texto] -


Apesar de cada uma das bandas que passou pelo palco do Pavilhão Atlântico fazer música para públicos bem distintos, a verdade é que todas conseguiram captar atenções fervorosas. Os B-52's terão sido, no entanto, a melhor surpresa da noite e os vencedores de um Lisbon Calling que, a ver pela adesão, poderá ter direito a sequelas.

Fotos de: Rita Carmo/Espanta Espíritos
Texto de: Mário Rui Vieira
A BLITZ está também disponível para tablet. Faça o download da sua aplicação para iPad ou para Android
Notícia escrita por RCarmo Domingo, 27 de Julho de 2008 às 12:40
Partilhe este artigo:
 Comentários
Partilhe este artigo:
 
Home  |  Termos de Utilização  |  Política de privacidade  |  Política de cookies  |  Notícias  |  Fórum  |  Agenda  |  Festivais  |  Artistas de A a Z  |  Classificados  |  Galerias  |  Blitz TV  |  Edição Impressa  |  Assinar Revista  |  Newsletter  |  Passatempos  |  BLOGS  |  Ficha Técnica  |  F.A.Q.
© copyright BLITZ 2006. Todos os direitos Reservados
BLITZ - Edificío São Francisco de Sales, Rua Calvet de Magalhães 242 - 2770-022 Paço de Arcos T. 21 4544161 F. 21 4415843 e-mail: blitz@impresa.pt - Anuncie na Blitz