BLITZ Homepage

Disponível para leitores registados

A funcionalidade que tentou aceder encontra-se disponível apenas para leitores registados.

Efectue o login ou registe-se por favor.

×

Scorpions

Ver os fãs deste artista/banda aqui!
Scorpions: Apresentação -
Scorpions é a maior das melhores bandas de hard rock de todos os tempos. Formada em meados dos anos 60 pelo jovem guitarrista Rudolf Schenker, na cidade de Hannover, na Alemanha, a banda viria a lançar-se profissionalmente no começo dos anos 70. Depois de enviarem uma fita-demo a um conhecido produtor alemão, Conny Plank, a banda consegue lançar seu primeiro LP no ano de 1972. Lonesome Crow foi o título do primeiro trabalho do Scorpions então formado por Klaus Meine nos vocais, os irmãos Michael e Rudolf Schenker nas guitarras, Lothar Heimberg no baixo e Wolfgang Dziony na bateria.
Notícias BLITZ

Scorpions afinal não vão separar-se   (Quinta, 14 de Junho de 2012 às 12:40, 4 )

Scorpions em Lisboa no próximo mês de novembro   (Quinta, 15 de Setembro de 2011 às 12:07, 41 )

Scorpions em Espinho no final de julho   (Sexta, 1 de Julho de 2011 às 12:07, 58 )

Scorpions actuam no festival Marés Vivas, em Gaia   (Sexta, 17 de Abril de 2009 às 16:00, 90 )

Scorpions dão concerto acústico em Portugal   (Terça, 26 de Agosto de 2008 às 11:52, 23 )

Biografia
Formada em meados dos anos 60 pelo jovem guitarrista Rudolf Schenker, na cidade de Hannover, na Alemanha, os Scorpions lançam-se profissionalmente no começo dos anos 70. Depois de enviarem uma fita-demo a um conhecido produtor alemão, Conny Plank, a banda consegue lançar seu primeiro LP no ano de 1972. Lonesome Crow foi o título do primeiro trabalho da banda, então formada por Klaus Meine na voz, os irmãos Michael e Rudolf Schenker nas guitarras, Lothar Heimberg no baixo e Wolfgang Dziony na bateria.
Esse disco mostra a banda com um hard rock complexo, virtuoso, baseado na potência vocal de Klaus Meine e nos solos do virtuoso Michael Schenker. A banda consegue mostrar uma boa imagem com o Lonesome Crow e logo são contratos pela famosa gravadora RCA. Neste meio tempo, Heimberg, Dziony e Michael Schenker deixam a banda e Klaus Meine e Rudolf Schenker iniciam a busca por substitutos. Uli Jon Roth, Francis Buchholz e Jurgen Rosenthal, os três integrantes da banda Dawn Road, decidem se juntar a Klaus Meine e Rudolf Schenker nos scorpions
Com essa formação, a banda lança Fly To The Rainbow, no qual se destacam as músicas Speedy's Coming, They Need a Million e Fly To The Rainbow.
O sucessor de Fly To The Rainbow foi o profundo In Trance, o álbum que apresenta a maior carga de psicodelismo da banda.
Uli Jon Roth está cada vez melhor, reafirmando o prestígio musical que conquistou na Europa.
Dark Lady, Sun in My Hand, In Trance e a instrumental Night Lights destacaram-se no álbum.
Logo em seguida, em 1976, veio o pesadíssimo Virgin Killer, já com Rudy Lenners na bateria. Neste álbum, estão clássicos como Pictured Life, Catch Your Train e Polar Nights.
A capa do Virgin Killer, que trazia uma menina nua, foi censurada na Europa. Uli Jon Roth decide que quer seguir um rumo musical diferente e sugere abandonar a banda. A pedido, participa ainda de um álbum em estúdio, o Taken By Force. Neste álbum nota-se uma clara fusão entre o que os Scorpions fez em In Trance e Virgin Killer, em faixas como The Sails Of Charon e Your Light, com o que a banda viria a produzir após a saída de Uli, em 1978, como as músicas Steamrock Fever e He's a Woman She's a Man.
Além dessas músicas, o Taken By Force também traz a clássica We'll Burn The Sky, presente até hoje nos espectáculos da banda.
Em 1978, como resultado da bem-sucedida turné pelo Japão e como despedida de Uli Jon Roth da banda, é lançado Tokyo Tapes, o primeiro álbum ao vivo.
Em 1979, o jovem Matthias Jabs assume a guitarra deixada por Roth e os Scorpions lançam o eclético Lovedrive.
Com faixas marcantes como Holiday, Always Somewhere e Loving You Sunday Morning, o álbum é um sucesso pela Europa.
Nele também, há a participação de Michael Schenker em três faixas, inclusive na instrumental Coast to Coast.A partir de então, a formação clássica da banda solidifica com Klaus Meine, Rudolf Schenker, Matthias Jabs, Francis Buchholz e Herman Rarebell.
Em 1980, é lançado Animal Magnetism, álbum de onde estourou o clássico The Zoo, presença certa em todos os espectáculos da banda desde então. A balada Lady Starlight também se destaca.
Após a turné, Klaus Meine perde a voz devido a nódulos nas cordas vocais.
A tensão instala-se na banda. Klaus faz uma delicada operação e recupera-se durante quase um ano para poder voltar a cantar. A banda, numa demonstração de apoio a Meine, resolve aguardar a recuperação completa do cantor para prosseguirem.
Em 1982, Klaus volta, literalmente, soltando a voz em Blackout, um dos maiores clássicos do rock oitentista. Praticamente todos os nove hits do disco foram tops e os Scorpions reafirmam o seu status de mega-banda do rock mundial. Blackout foi seguido pelo igualmente espetacular Love at First Sting, de 1984. Bad Boys Running Wild, Rock You Like A Hurricane, I'm Leaving You, Coming Home e Big City Nights foram top de vendas quase ao mesmo  tempo. Mas o auge foi sem duvida a balada Still Loving You, considerada hino do estilo. O sucesso da turné conta com uma passagem pelo Brasil. Na primeira edição do Rock in Rio, em 1985, os Scorpionss são uma das atrações que levaram um público de mais de 300 mil pessoas ao êxtase.
A turné do álbum, aliada ao sucesso nos Estados Unidos, resulta no segundo LP ao vivo dos Scorpions: World Wide Live. Contendo músicas apenas da época pós-Uli Jon Roth, este álbum é um óptimo resumo da trajectória de sucesso da banda nos anos 80.
Os Scorpions ficam então três anos sem lançar um inédito de estúdio, muito se deve á longa turné de 85. A expectativa é finalmente saciada em 1988 com o lançamento de Savage Amusement, nº 1 nos Estados Unidos e 3º mais vendido na Europa.
O álbum traz um estilo diferente dos anteriores mas traz boas canções como Rhythm of Love e Believe in Love.
Através do Savage Amusement, os Scorpions torna-se a banda mais popular na decadente União Soviética.
Tamanho sucesso rendeu um VHS especial para o país: To Russia With Love and Other Savage Amusements. A Rússia foi a maior inspiração para o álbum seguinte dos Scorpions: Crazy World, lançado em 1990.
Este disco torna-se fenómeno de vendas por todo o mundo e, a lindíssima Wind Of Change chega aos tops de 11 paises sendo claro a musica mais tocada.Don't Believe Her, Tease Me Please Me, Hit Between The Eyes e Send me an Angel são os outros clássicos do Crazy World.
A turné do álbum é extensa e cansativa mas termina com a saída do baixista Francis Buchholz da banda, por motivos obscuros nunca esclarecidos completamente. Ralph Rieckermann assume o baixo da banda que ficara por 14 anos (1978-1992) sem mudar a formação (a razão ainda hoje não é clara).
Em 1993, Rieckermann estreia com o pesado e óptimo Face The Heat, comandado por hits bem heavy metal como Alien Nation e No Pain No Gain, baladas românticas como Lonely Nights e a política Under the Same Sun.
Mais um disco ao vivo é lançado em 1995.
Live Bites reúne os sucessos da banda de 1988 até 1995, destacando-se as inéditas Ave Maria no Morro e White Dove.No ano de 1996, sem Herman Rarebell, os Scorpions lançam Pure Instinct, mostrando a banda investindo mais em baladas e arranjos trabalhados.A balada You and I foi a música de maior sucesso de Pure Instinct. Em 1999, os Scorpions decidem inovar. Baseado em música electrónica e rock moderno, a banda lança o experimental Eye II Eye, já com o americano James Kottak na bateria.
O álbum é até hoje motivo de críticas dos fãs, embora apresente uma bela produção, capitaneada por Peter Wolf e belas canções como What You Give You Get Back, Mind Like a Tree, Du Bist So Schmutzig e A MomentIn a Million Yeras.
Críticas e elogios à parte, é muito raro e quase impossível que canções do Eye II Eye apareçam nas tornés da banda hoje em dia. Em 2000, é lançado Moment Of Glory. Disco resultado da fantástica parceria entre os Scorpions e a Orquestra Filarmônica de Berlim.
Neste álbum, os maiores sucessos da banda ganharam maravilhosos arranjos clássicos da orquestra maior e mais importante do mundo.
O álbum foi aclamado pelos fãs e pela crítica e conta com participações especias do italiano Zucchero em Send Me na Angel, Lyn Liechty num dueto em Here in My Heart e Ray Wilson cantando Big City Nights.
O DVD Moment of Glory foi gravado num show na EXPO 2000, em Hannover.

No ano de 2001, os Scorpions decidem continuar a dar novas roupagens a velhos clássicos e eis que é lançado Acoustica. Depois de várias viagens pela Europa em busca do local perfeito para as gravações, Portugal foi escolhido. Foi no Convento do Beato em Lisboa onde saiu o disco que fez um enorme sucesso por todo o mundo sendo também o grande responsável pelo boom no número de fãs jovens que a banda adquiriurecentemente.
Depois de 5 anos sem um disco de rock, a banda volta com tudo em Unbreakable.O disco é muito bem produzido e agrada aos fãs.
As  faixas New Generation, Deep and Dark e Through My Eyes merecem destaque. Além da bela Remember the Good Times.
Neste meio tempo, o baixista Pawel Maciwoda entrou para o lugar deixado por Ralph Rieckermann. Em 2007, a banda lançou Humanity - Hour I, um álbum com um hard rock moderno, baseado em temas importantes e sobretudo, repleto de mensagens e alertas à humanidade.
No começo de 2008, foi lançado o DVD "Live at Wacken Open Air 2006" com o registro do show histórico realizado em 3 de Agosto de 2006, na Alemanha, no tradicional festival de heavy metal, com as participações mais que especiais de Uli Jon Roth, Herman Rarebell e Michael Schenker. Num set-list de 25 canções, passando por todas as fases da banda, o DVD já é item obrigatório a todos os viciados em Scorpions. Após o lançamento de seu próximo álbum, Sting in the Tail, e uma turné de dois anos, que irá levá-los aos cinco continentes, uma das bandas de rock de maior sucesso vai por fim  a sua carreira. Durante os seus 40 anos de carreira, os SCORPIONS venderam mais de 80 milhões de álbuns e receberam vários prêmios, como o World Music Award e vários Echos - o equivalente alemão para o Grammy. Hoje eles ainda têm espectáculos com bilhetes  esgotados em todo o mundo. Ainda em entre 2007 e 2008, 152.000 sul-americanos viram 15 espectáculos  dos SCORPIONS entre o Rio de Janeiro e Cidade do México. A turné vai começar no país natal da banda Alemanha em Maio. Depois disso, eles seguirão em turné pela América do Norte antes de continuar sua viagem por cinco continentes até 2012.

 

Discografia
bz.stories/58273
Sting In The Tail  -
Sting In The Tail

http://www.youtube.com/watch?v=cLiTM0_J4XM  

http://landingpages.sonymusic.de/scorpions/

  FAIXAS:

  1. Raised On Rock
  2. Sting In The Tail
  3. Slave Me
  4. The Good Die Young (feat. Tarja Turunen)
  5. No Limit
  6. Rock Zone
  7. Lorelei
  8. Turn You On
  9. Let's Rock
  10. SLY
  11. Spirit Of Rock
  12. The Best Is Yet To Come
  13. Thunder And Lightning (Bonus Track)
bz.stories/58272
Humanity Hour I -
Humanity Hour I

Depois de três anos do lançamento do Unbreakable, os Scorpions lançam mais um álbum de estúdio, o décimo sétimo da carreira da banda.
Para a produção a banda trabalhou em parceria com Desmond Child e com James Michael, gravando o álbum nos Estados Unidos, assim como fez em Crazy World.
Child, aliás, desenvolveu a temática central do álbum, numa visão futurista de uma humanidade sem muitas perspectivas e numa luta iminente contra andróides e máquinas.
Segundo Rudolf, as canções ficaram inicialmente muito pesadas e negativas e para que a banda passasse também uma mensagem de esperança, foram incluídas faixas como The Future Never Dies
O álbum foi muito bem aceito por público e crítica e difere-se bastante de Unbreakable por trazer um som mais agressivo e maduro.
Desta vez, as composições foram divididas entre James Michael, John 5, Mikael Nord Anderson e Martin Hansen além do próprio Desmond Child.

O single escolhido para o álbum foi "Humanity".

FAIXAS:

  1. Hour I
  2. The Game Of Life
  3. We Were Born To Fly
  4. The Future Never Dies
  5. You're Lovin' Me To Death
  6. 3 2 1
  7. Love Will Keep Us Alive
  8. We Will Rise Again
  9. Your Last Song
  10. Love is War
  11. The Cross
  12. Humanity
  13. Cold *
  14. Humanity - Radio Edit *
  15. Love Will Keep Us Alive - Radio Edit *
bz.stories/58271
Unbreakable -
Unbreakable

 Unbreakable foi mais um álbum dos Scorpions lançado sob muita expectativa.
Depois de três álbuns experimentais, a banda anuncia que voltaria a seu hard rock clássico nesse álbum.  Sem muitas inovações, Unbreakable é um bom álbum que conta também com elementos de rock moderno, power e new metal em meio a um hard rock tecnicamente impecável.
Destaques merecidos para New Generation, Love 'em or Leve 'em (esta última que teve um óptimo resultado ao vivo), Deep and Dark, Through My Eyes e Remember the Good Times.
Na produção do álbum, a banda trabalha novamente com Erwin Musper, que produzira o Pure Instinct oito anos antes. Unbreakable marca também a estréia do polonês Pawel Maciwoda na banda substituindo o baixista Ralph Rieckermann que resolve deixar a banda.

 

FAIXAS:

  1. New Generation
  2. Love 'em Or Leave 'em
  3. Deep and Dark
  4. Borderline
  5. Blood Too Hot
  6. Maybe I Maybe You
  7. Someday is Now
  8. My City My Town
  9. Through my Eyes
  10. Can You Feel It?
  11. This Time
  12. She Said
  13. Remeber the Good Times
  14. Dreamers *
  15. Too Far *
bz.stories/58197
Acoustica -
Acoustica
Depois do sucesso de Moment of Glory, os Scorpions estendem a parceria com Christian Kolonovits para mais um projeto experimental.
E assim, que em 2001, é lançado o Acoustica, debaixo de muita desconfiança causada pela insistência da banda em manter-se longe do hard rock.
Particularmente em Portugal e no  Brasil, o álbum, que saiu também em DVD (gravados em Lisboa no convento do Beato), foi um grande sucesso de vendas, sendo responsável pelo crescimento da popularidade dos Scorpions e pelo surgimento de uma nova geração de fãs da banda.
FAIXAS:

  1. The Zoo
  2. Always Somewhere
  3. Life is Too Short
  4. Holiday
  5. You And I
  6. When Love Kills Love
  7. Dust in the Wind
  8. Send Me An Angel
  9. Catch Your Train
  10. I Wanted To Cry
  11. Wind Of Change
  12. Love of My Life
  13. Drive
  14. Still Loving You
  15. Hurricane 2001
bz.stories/58185
Moment of Glory -
Moment of Glory
A parceria entre os Scorpions e a Berliner Philharmoniker Orchestra, ensaiada desde 1995, finalmente consolidou no ano 2000 com o álbum intitulado "Moment Of Glory".
Neste álbum, estão presentes os principais clássicos da banda com um arranjo clássico da maior orquestra do mundo, tendo com maestro e co-produtor do álbum o austríaco Christian Kolonovits.
Praticamente uma unanimidade entre os fãs, o álbum ficou com uma qualidade incrível.
Os remakes de Rock You Like a Hurricane ( Hurricane 2000), Send Me an Angel, Wind of Change, Still Loving You, Big City Nights e Lady Starlight ao lado das inéditas Moment of Glory e Here in My Heart combinaram perfeitamente com a atmosfera clássica passada pela orquestra casada com o peso das guitarras do Scorpions.
Ainda no mesmo ano, durante a EXPO 2000 de Hannover, a banda gravou a performance ao vivo que foi lançada como o DVD "Moment of Glory Live". FAIXAS:

  1. Hurricane 2000
  2. Moment of Glory
  3. Send Me An Angel
  4. Wind Of Change
  5. Crossfire
  6. Deadly Sting Suite
  7. Here in my Heart
  8. Still Loving You
  9. Big City Nights
  10. Lady Starlight
bz.stories/58184
Eye II Eye -
Eye II Eye
Eye II Eye foi lançado num período em que bandas de hard rock não tinham a mesma atenção e prestígio da década anterior. Para continuar a sua carreira os Scorpions decide inovar com este álbum.
Sem dúvida, esse é o álbum que gera mais polêmica entre os fãs da banda.
O som pop rock, repleto de efeitos de música eletrônica estava longe de lembrar o hard rock do auge do Scorpions.
Algumas faixas com a balada  A Moment in a Million Years dispensam comentários em relação à qualidade. Já outras como Freshly Squeezed, To Be Number 1, Mysterious e Yellow Butterfly são tão modernas e provocaram tanta estranheza que dificilmente encaixariam-se entre as preferidas dos fãs.
A faixa título do álbum é uma homenagem feita por Rudolf e Klaus a seus pais Heinrich Schenker e Hugo Meine, respectivamente.
Apesar das críticas e da baixa aceitação, o álbum teve cinco singles lançados e uma edição especial malaia contendo uma versão remix de You and I, do Pure Instinct.

FAIXAS:

  1. Mysterious
  2. To Be Nº 1
  3. Obsession
  4. 10 Light Years Away
  5. Mind Like A Tree
  6. Eye To Eye
  7. What U Give U get Back
  8. Skywriter
  9. Yellow Butterfly
  10. Freshly Squeezed
  11. Priscilla
  12. Du Bist So Schmutzig
  13. Aleyah
  14. A Moment in A Million Years
  15. You And I - Butcher Radio Mix *
bz.stories/58178
Pure Instinct  -
Pure Instinct
Pure Instinct é um álbum que divide opiniões entre os fãs. Para os amantes das baladas da banda é uma grande Album. Já para quem prefere a banda a fazer um hard rock mais directo, o álbum pode ter algumas falhas algumas musicas fazem lembrar GreenDay o caso de "Wild Child ","Stone in my Shoe". A diferença em relação aos dois álbuns anteriores é a ausência de uma temática central.
Apesar da ausência de faixas marcantes, a banda colocou a balada You and I nos tops.
You and I, aliás, foi o último grande hit dos Scorpions a escala mundial.
FAIXAS:

  1. Wild Child
  2. But the Best For You
  3. Does Anyone Know
  4. Stone in my Shoe
  5. Soul Behind The Face
  6. Oh Girl (I Wanna Be With You)
  7. When You Came into my Life
  8. Where the River Flows
  9. Time Will Call Your Name
  10. You and I
  11. Are You The One?
  12. She's Knocking At My Door *
bz.stories/58177
Live Bites  -
Live Bites

As bem sucedidas turnés dos álbuns Savage Amusement, Crazy World e Face The Heat, tiveram o seu registro com o terceiro álbum ao vivo do Scorpions.
Live Bites reúne músicas desses álbuns e algumas faixas inéditas como Living For Tomorrow, Ave Maria No Morro, o solo de guitarra Concerto in V, as faixas bônus Edge of Time, Heroes Don't Cry e White Dove.
As músicas foram gravadas em shows realizados em Leningrado (Rússia), na Cidade do México (México) e Berlim (Alemanha).

FAIXAS:

  1. Tease Me Please Me
  2. Is There Anybody There?
  3. Rhythm of Love
  4. In Trance
  5. No Pain No Gain
  6. When the Smoke is Going Down
  7. Living For Tomorrow
  8. Ave Maria No Morro *
  9. Concerto in V
  10. Alien Nation
  11. Crazy World
  12. Hit Between the Eyes *
  13. Wind of Change
  14. Edge of Time *
  15. Heroes Don't Cry
  16. White Dove
bz.stories/58126
Face The Heat -
Face The Heat

Face The Heat foi um álbum bastante esperado pelos fãs de Scorpions depois de todo o sucesso do Crazy World.
O álbum marca a entrada de Ralph Rieckermann como baixista da banda, substituindo Francis Buchholz, que deixara a banda ao final da Crazy World Tour.

Para muitos, Face The Heat é o melhor álbum do Scorpions nos anos 90, superior até que o próprio antecessor.
Com faixas bem pesadas como Alien Nation, No Pain No Gain, Hate to be Nice e Nightmare Avenue, o Face the Heat caracteriza-se por se um álbum mais maduro, conciso e direto que o Crazy World, sem abandonar a abordagem política nas letras, como por exemplo na balada e música de mais sucesso do álbum "Under the Same Sun".

Infelizmente, o Face the Heat é um álbum "esquecido" pela banda.
Nas turnês recentes, poucas músicas do álbum foram incluídas no set-list.

FAIXAS:

  1. Alien Nation
  2. No Pain No Gain
  3. Someone to Touch
  4. Under the Same Sun
  5. Unholy Alliance
  6. Woman
  7. Hate to be Nice
  8. Taxman Woman
  9. Ship of Fools
  10. Nightmare Avenue
  11. Lonely Nights
  12. His Latest Flame *
  13. Destin *
  14. Daddy's Girl *
bz.stories/58125
 Crazy World -
Crazy World

Após todo o sucesso da Savage Amusement Tour na União Soviética, os Scorpions ganham inspiração na tensão política do mundo para direcionar seu álbum seguinte.
E assim, no final de 1990, que é lançado Crazy World, com um som mais limpo, base mais trabalhada e melodias marcantes.

Depois de todo o sucesso do Love at First Sting, Crazy World que recolocou os Scorpions nas primeiras posições dos tops musicais, feito conseguido principalmente pelo mega-sucesso de Wind of Change, que chegou a ser a canção mais tocada em 11 países no ano de 1991.

Além de um hit clássico da banda, Wind of Change tornou-se o hino do final da Guerra Fria, marcada pela queda do Muro de Berlim.

Foi o primeiro álbum desde o Fly to the Rainbow (1974) que não teve a produção de Dieter Dierks.
Em Crazy World, a banda trabalhou ao lado de Keith Olsen, que chegou a participar da composição de algumas faixas do álbum.
Outra inovação foi o local de gravação. Pela primeira vez a banda gravou um álbum fora da Alemanha e viajou para a Califórnia para o lançamento de Crazy World.

Além de Wind of Change,  destacaram-se Tease Me Please Me, Hit Between the Eyes e a balada Send Me An Angel.
A turné rendeu o VHS "Crazy World Tour Live... Berlin 1991".

FAIXAS:

  1. Tease Me Please Me
  2. Don't Believe Her
  3. To Be With You in Heaven
  4. Wind of Change
  5. Restless Nights
  6. Lust or Love
  7. Kicks After Six
  8. Hit Between the Eyes
  9. Money and Fame
  10. Crazy World
  11. Send me an Angel
bz.stories/58123
Savage Amusement -
Savage Amusement

Após todo o sucesso dos três álbuns anteriores e de todo o status conseguido pelos Scorpions, a banda fica por um período de 4 anos sem lançar um álbum inédito de estúdio.
A expectativa é finalmente saciada em 1988 com o lançamento de Savage Amusement.

Em termos de som, nota-se uma clara mudança, com uma bateria no estilo "Arena" e riffs e solos bastante parecidos com os feitos por bandas de hard rock americano, como Skid Row e Poison.

A mudança foi além do som. O visual dos Scorpions também mudou.
Também seguindo a linha do glam/hard da terra do Tio Sam, os Scorpions apostaram numa imagem cheia de purpurina, brilhos, cabeleiras esvoaçantes e palcos exuberantes.

Para alguns fãs essa mudança foi encarada com surpresa, mas sobretudo na decadente União Soviética, graças ao grande número de K7 piratas da banda vendidas naquele país, o Savage Amusement fez os Scorpions tornarem-se um ícone musical na URSS.

Como registro da passagem da banda por terras soviéticas, foi lançado o VHS especial "To Russia With Love and Other Savage Amusements".
Em 1989, o Scorpions participou do Moscow Music Peace Festival II ao lado de nomes como Mötley Crüe e Ozzy Osbourne.

FAIXAS:

  1. Don't Stop at the Top
  2. Rhythm of Love
  3. Passion Rules the Game
  4. Media Overkill
  5. Walking on the Edge
  6. We Let It Rock... You Let It Roll
  7. Every Minute Every Day
  8. Love on the Run
  9. Believe in Love
bz.stories/58122
World Wide Live -
World Wide Live

O grande sucesso conquistado pelos Scorpions desde Lovedrive até Love at First Sting, renderam o segundo álbum ao vivo da banda.
Gravado em shows na Califórnia e em Paris, o World Wide Live conta apenas com canções gravadas pela banda no período pós-Uli Jon Roth.

Praticamente todos os clássicos desse período da banda estão nessa compilação.
Destaques para a brutal abertura com Coming Home e, claro, para os hits Rock You Like a Hurricane, Big City Nights e Still Loving You.

Acompanharam o álbum, o lançamento de um VHS homónimo e também um single que levou o título de "No One Like You Live".

FAIXAS:

  1. Countdown
  2. Coming Home
  3. Blackout
  4. Bad Boys Running Wild
  5. Loving You Sunday Morning
  6. Make it Real
  7. Big City Nights
  8. Coast to Coast
  9. Holiday
  10. Still Loving You
  11. Rock You Like A Hurricane
  12. Can't Live Without You
  13. Another Piece of Meat
  14. The Zoo
  15. No One Like You
  16. Dynamite
  17. Can't Get Enough - Parte I
  18. Six String Sting
  19. Can't Get Enough - Parte II
bz.stories/58053
Love at First Sting  -
Love at First Sting

Para muitos, Love at First Sting é o melhor álbum dos Scorpions.
E não é para menos. Foi com esse álbum que os Scorpions finalmente atingiram o status de mega banda do rock mundial, com recordes de vendas, shows esgotados, mega sucesso nos Estados Unidos, na Europa e no Brasil.

Praticamente todas as faixas do álbum estiveram nas rádios ao mesmo tempo.
Bad Boys Running Wild, Rock You Like a Hurricane, I'm Leaving You, Coming Home, Big City Nights e a balada Still Loving You  tornaram-se hits em várias partes do mundo.

O sucesso no Brasil coincidiu com a realização do primeiro Rock in Rio, onde os Scorpions se apresentaram em duas noites.
Na segunda, Matthias Jabs tocou com uma guitarra personalizada nas cores da bandeira do Brasil  para os mais de 300 mil roqueiros presentes.
Foi a primeira vinda dos Scorpions à América do Sul.

A turné do álbum, principalmente os shows pela Califórnia, nos Estados Unidos, renderam um álbum ao vivo e um VHS chamados "World Wide Live".
Assim como no álbum anterior, quatro singles foram lançados de faixas do Love at First Sting.

FAIXAS:

  1. Bad Boys Running Wild
  2. Rock You Like A Hurricane
  3. I'm Leaving You
  4. Coming Home
  5. The Same Thrill
  6. Big City Nights
  7. As Soon As The Good Times Roll
  8. Crossfire
  9. Still Loving You
bz.stories/58026
Blackout -
Blackout

Blackout é, sem sombra de dúvidas, um dos álbuns mais importantes da história do rock.
Com músicas marcantes, refrões poderosos e baladas cheias de romantismo, o álbum foi sucesso de público e crítica em muitos países.

Depois de um tratamento intensivo para se recuperar dos nódulos nas cordas vocais que afastaram Klaus Meine dos microfones por um ano, a tensão que os Scorpions viveram nas vésperas das gravações de Blackout desapareceram com a volta de Meine.
Klaus volta cantando muito bem e desenvolvendo uma nova técnica vocal, com menos potência, porém mais técnica que antes dos problemas nas cordas vocais.
Em músicas como Blackout e Now! os altos tons alcançados por quem acabara de se recuperar de um problema sério, impressionam.

Os demais destaques do álbum, que teve quatro singles lançados, ficam também para No One Like You e as homenagens aos fãs Can't Live Without You e When the Smoke is Going Down.

Durante a Blackout Tour, a banda teve shows abertos pela então novata banda Iron Maiden e outras bandas de destaque mundial como Judas Priest, Def Leppard, Krokus, Quiet Riot, Ozzy Osbourne & Van Halen.

FAIXAS:

  1. Blackout
  2. Can't Live Without You
  3. No One Like You
  4. You Give Me All I Need
  5. Now!
  6. Dynamite
  7. Arizona
  8. China White
  9. When the Smoke is Going Down
bz.stories/58012
Lovedrive -
Lovedrive

Lovedrive foi um álbum lançado sob grande expectativa devido principalmente a dois fatores principais:
Como viriam os Scorpions após a saída de Uli Jon Roth e como seria a performace de Michael Schenker no álbum.

Depois de ser escolhido como novo guitarrista do Scorpions, Matthias Jabs foi colocado como guitarrista "stand-by" assim que Michael Schenker - recém saído do U.F.O. - aceitou participar do álbum.
Porém, o irmão mais novo e mais problemático de Rudolf pode participar de apenas 3 das 7 faixas lançadas no Lovedrive: Another Piece of Meat, a instrumental Coast to Coast e na música título Lovedrive.

O álbum em si mostra os Scorpions a inovar a sua música. A banda inicia um estilo mais hard rock que se tornaria na sua principal característica dali pra frente.

As vendas do álbum foram muito boas, capitaneadas principalmente por faixas como Holiday e Always Somehwere.
Das sete faixas do Lovedrive, três delas deram títutos a singles.

FAIXAS:

  1. Loving You Sunday Morning
  2. Another Piece of Meat
  3. Always Somewhere
  4. Coast to Coast
  5. Can't Get Enough
  6. Is There Anybody There?
  7. Lovedrive
  8. Holiday
bz.stories/58010
Tokyo Tapes -
Tokyo Tapes

A turnê pelo Japão do álbum Taken By Force serviu como registro de despedida de Uli Jon Roth dos Scorpions.
Com um set-list poderoso, com faixas como Pictured Life, In Trance, Fly to the Rainbow e In Search of Peace of Mind, Tokyo Tapes é um resumo perfeito da brilhante década de 1970 dos Scorpions.

O álbum conta com uma faixa inédita "All Night Long" que virou o single homônimo e dois covers de clássicos do rock n' roll: Hound Dog & Long Tall Sally.
Além dessas, há uma homenagem ao público japonês com Kojo No Tsuki, famosa canção local.

Sem dúvidas, uma das melhores compilações de clássicos de toda a carreira do Scorpions.
Em 2001, Tokyo Tapes ganhou uma versão remasterizada.

FAIXAS:

  1. All Night Long
  2. Pictured Life
  3. Backstage Queen
  4. Polar Nights
  5. In Trance
  6. We'll Burn The Sky
  7. Suspender Love
  8. In Search of the Peace of Mind
  9. Fly to the Rainbow
  10. H's A Woman She's A Man
  11. Speedy's Coming
  12. Top of the Bill
  13. Hound Dog
  14. Long Tall Sally
  15. Steamrock Fever
  16. Sark Lady
  17. Kojo No Tsuki
  18. Robot Man
bz.stories/58006
Taken by Force -
Taken by Force

Em 1977 é lançado o último álbum de estúdio com Uli Jon Roth nas guitarras dos Scorpions.
É o único álbum em que Uli não canta em nenhuma das faixas, nem mesmo nas composições dele como Your Light e The Sails Of Charon, talvez pelo alto tom vocal que essas músicas exigiam.

Taken by Force marca também a entrada do baterista Herman Rarebell na banda.
Há boatos, a maioria infundados, que apontam a entrada de Herman como pivô da saida de Uli da banda. Mas o fato é que Roth já manifestara sua vontade de seguir outro caminho musical desde antes do lançamento de Virgin Killer.

Destacam-se no álbum músicas que se tornaram clássicos do Scorpions como Steamrock Fever, We'll Burn The Sky, He's a Woman She's A Man (estas duas últimas que até hoje aparecem no set-list da banda) e The Sails of Charon, que mais tarde ganharia um cover do guitarrista Yngwie Malmsteen.

A capa original do álbum (que traz a foto de um cemitério de soldados e um homem sendo fotografado entre as sepulturas) mais uma vez gerou polêmica e acabou por ser censurada em muitos países.
A solução foi , mais uma vez, uma capa substituta em que aparecem apenas os cinco integrantes da banda.

FAIXAS:

  1. Steamrock Fever
  2. We'll Burn The Sky
  3. I've Got To Be Free
  4. The Riot Of Your Time
  5. The Sails Of Charon
  6. Your Light
  7. He's A Woman She's A Man
  8. Born to Touch Your Feelings
  9. Suspender Love *
  10. Polar Nights - Ao Vivo *
bz.stories/57999
Virgin Killer -
Virgin Killer

Em 1976, Uli Jon Roth já dava os primeiros indícios de que gostaria de se desligar do Scorpions. Porém, ao final da turnê do álbum In Trance, no final de 1975, a banda entra em estúdio para a gravação de mais um álbum.
E o Scorpions colocou ainda mais peso e melodia em seu heavy metal trabalhado e sustentado na potência vocal de Klaus Meine (cantando como nunca) e no talento extraordinário de Uli Jon Roth (que mesmo pensando em sair da banda, teve uma performance irretocável em Virgin Killer).

A capa do álbum é motivo de polêmica até hoje. Trazendo desenhada uma garota completamente nua e com um efeito de "vidro quebrado" sobre a genitália da menina, a arte não foi aceita por muitos críticos da época, chegando a ser censurada e substituida por uma capa reserva, na qual aparecem apenas os cinco integrantes da banda.
Até hoje há interpretaçõs equivocadas a respeito da intenção da banda ao expor a menina nua na capa, intenção essa que remete à temática da música título do álbum: "Virgin Killer" (O Assassino de Virgens).

Mas nada disso abalou a extrema qualidade e peso desse álbum maravilhoso. Item obrigatório na coleção de qualquer amante do heavy metal setentista.

FAIXAS:

  1. Pictured Life
  2. Catch Your Train
  3. In Your Park
  4. Backstage Queen
  5. Virgin Killer
  6. Hell-Cat
  7. Crying Days
  8. Polar Nights
  9. Yellow Raven
bz.stories/57998
In Trance -
In Trance

Mais uma vez os Scorpions põe mais peso no som.
Com In Trance, um álbum cheio de psicodelismo, guitarras trabalhadas, introduções feitas em duetos, mais valor à guitarra de base, a banda conseguiu se tornar uma das mais conhecidas na Ásia, sobretudo no mercado japonês, chegando a lançar o primeiro single da carreira do Scorpions sob o mesmo título do álbum e com as faixas "In Trance" e "Speedy's Coming". Esta última retirada do álbum antecessor.

In Trance marca a entrada de Rudy Lenners nas baterias, substituindo Jurgen Rosenthal.
Aa faixas de mais destaque do álbum são Dark Lady, In Trance, Life is Like a River, Evening Wind e Sun in my Hand (um dos melhores e mais marcantes solos de Uli Jon Roth).

FAIXAS:

  1. Dark Lady
  2. In Trance
  3. Life's Like A River
  4. Top of The Bill
  5. Living and Dying
  6. Robot Man
  7. Evening Wind
  8. Sun in my Hand
  9. Longing For Fire
  10. Night Lights
bz.stories/29987
Fly To The Rainbow -
Fly To The Rainbow

Fly To The Rainbow é um dos clássicos álbuns na carreira dos Scorpions.
O álbum marca a entrada dos ex-integrantes da Dawn Road Uli Jon Roth, Francis Buchholz e Jurgen Rosenthal na banda.

Com uma sonoridade diferente do seu antecessor, Fly to the Rainbow pode ser considerado o primeiro álbum conceitual dos Scorpions. Com temáticas abrangentes desde guerras à fome no mundo, destacam-se no álbum as faixas Speedy's Coming (a mais "hard rock") e a clássica composição de Uli Jon Roth que dá título ao álbum.

Este álbum marca os primeiros flertes do Scorpions com o Heavy Metal, chegando em muitos momentos a antecipar a sonoridade que se tornaria nos anos 80 o "Power Metal" difundido por bandas como Helloween e Blind Guardian.

FAIXAS:

  1. Speedy's Coming
  2. They Need a Million
  3. Drifting Sun
  4. Fly People Fly
  5. This is my Song
  6. Far Away
  7. Fly To The Rainbow
bz.stories/29985
Lonesome Crow -
Lonesome Crow
Lonesome Crow foi o primeiro álbum dos Scorpions. E mesmo para uma banda iniciante o álbum mostra-se repleto de maturidade, sonoridade complexa e letras fortes.
Estão no Lonesome Crow clássicos da banda como I'm Going Mad e In Search of The Peace of Mind.

Foi o primeiro e único álbum com participação íntegra de Michael Schenker que, com seus solos extensos e repletos de uma técnica bastante surpreendente para um garoto de 15 anos, logo chamou a atenção dos ingleses do U.F.O para onde se transferiu um ano após o lançamento.
Da formação que gravou o álbum em 1972, apenas Meine e Schenker continuaram na banda na sequência, se vendo obrigados a iniciar buscas para novos membros para um novo Scorpions que surgiria dois anos depois.

FAIXAS:

  1. I'm Going Mad
  2. It All Depends
  3. Leave Me
  4. In Search Of The Peace of Mind
  5. Inheritance
  6. Action
  7. Lonesome Crow
Letras & Tablaturas

DARK LADY

Music: Uli Jon Roth

Lyrics: Uli Jon Roth

Sitting alone in the doghouse
Thinking of you all the time
Sighing, crying
Sitting alone in the doghouse
Thinking of you all the time
Sighing, crying

Dark lady

Sitting alone by my window
Counting the stars of the night
Waiting, hating
Sitting alone by my window
Counting the stars of the night
Waiting, hating

Dark lady

Sitting and watching the sunrise
Darkness is filling my eyes
Sighing, crying
Sitting and watching the sunrise
Darkness is filling my eyes
Sighing, crying

Dark Lady

IN TRANCE

Music: Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine

I wake up in the morning
and the sun begins to shine
the day did sneak up on the night
I see your face and I see myself
and I get a little taste of life
I try to stand it for a while

But I´m in a trance
Hey baby tell me can´t you hear me calling
I´m in a trance
I take too much in the Saturday night
Hey... Hey
Hey baby tell me can´t you hear me calling
I´m in a trance
I wanna try to stop this life

I feel so sad I´m feeling down
On the radio the music plays
I´m in love with her and I feel fine
I close my eyes
I think today is getting better with a sip of wine
and I can stand it for a while

When I´m in a trance
Hey baby tell me can´t you hear me calling
I´m in a trance
I take too much in the Saturday night
Hey... Hey
Hey baby tell me can´t you hear me calling
I´m in a trance
I wanna try to stop this life

I´m in a trance
Hey baby tell me can´t you hear me caling
I´m in a trance
I take too much in the Saturday night
Hey...Hey
Hey baby tell me can´t you hear me calling
I´m in a trance
I wanna try to stop this life

LIFE´S LIKE A RIVER

Music: Uli Jon Roth, Rudolf Schenker

Lyrics: Corinna Fortmann

As years are passing by
Silence becomes your friend
You see the world in a different way
Don´t be afraid of getting old
Life´s still full of joy
And the beauty of the past
Is rejoicing your mind.

When days are getting short
And winter comes along
Your Life slows down and down
Life´s like a river getting wide
The words have lost their force
You remember your morning
Flow into the endless sea.

Life´s like a river in the morning
Life´s like a sea without end
Life´s like a river in the morning
Life´s like a sea without end

TOP OF THE BILL

Music: Rudolf Schenker Lyrics:

Klaus Meine

You´re a rock-n-roll star
You are out of the charts
Your blood is cold you´re getting old
But your life is rock-n-roll

That crazy rock-n-roll band
Is spinning in your head (in your head)
Each and every way ya make the thoughts
Is about stars on the chart

Ohhh...and they are top of the bill

You´re a rock-n-roll star
You´ve been the first one on the chart
You´ve had glory and fame
Rock-n-roll was your game

Ohhh...and you were top of the bill

LIVING AND DYING

Music: Rudolf Schenker Lyrics:

Klaus Meine

In the dirty old city
There is my home
There´s my home, there´s my home
There is my home

Nothing really looks pretty
And I´ve been alone
I´ve been alone, I´ve been alone
I´ve been alone

And in my heart
Many wishes are crying
Living and dying

And in my heart
Many wishes are crying
Living and dying

In the house of darkness
There´s a magic stone
Magic stone, magic stone
The magic stone

But I couldn´t find it
´Cause the shine is gone
Shine is gone, shine is gone
The shine is gone

And in my heart
Many wishes are crying
Living and dying

And in my heart
Many wishes are crying
Living and dying

Living and dying
Living and dying

ROBOT MAN

Music: Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine

Crave communication
See me this is my life in the crazy robot man reservation
Do you feel him, the cold vibration
Comes from everywhere, produce a crazy science fiction creation

And I say oooh, oooh
I´m a robot man
And I say oooh, oooh
I´m a loser
I say oooh, oooh
I´m a robot man
Well, that´s my mind
That´s my life
That´s my soul

Babe, it´s a magic station
Where we live what we do with our magic from my generation
I say babe, it´s not a vision
It´s reality, this is a robot scene what we live in.

And I say oooh, oooh
I´m a robot man
And I say oooh, oooh
I´m a loser
I say oooh, oooh
I´m a robot man
That´s my mind
That´s my life
That´s my soul

And I say oooh, oooh
I´m a robot man
And I say oooh, oooh
I´m a loser

I say oooh, oooh
I´m a robot man
And I say oooh, oooh
I´m a loser

...

EVENING WIND

Music: Uli Jon Roth

Lyrics: Uli Jon Roth

Summerday is gone
Listen to the evening wind
Singing tunes of tamarind
Into the setting Sun...
You lie in twilight sleep
Dreaming colours deep
Today all life is gone!

Look at the golden chalice -
Plight broken on the ground
Green fire blazin´ ´round
Where are your friends?
You see all hope
Lying broken on the slope
Today all life is gone!

SUN IN MY HAND

Music: Uli Jon Roth

Lyrics: Uli Jon Roth

Yeah... I´d like to tell you something now
Before madness shows her lucid feathers in the Sky...

How can you lose your mind
How can you waste your time only like that ?
Look at the sun inside of my hand so bright
I call it music -
And if you touch you´ll see
It comes from infinity
It´s made forever
You will not touch in vain
Music will make you sane
Will make you sane

LONGING FOR FIRE

Music: Rudolf Schenker

Lyrics: Uli Jon Roth

Flying with the guys
And my longing for fire
Crying like last night
The night which brings me higher

In search of light
Escape the night one day
She´s lost in time
Just miss so high
Time´s passing by and I´m
I´m on my way

In search of light
Escape the night one day
She´s lost in time
Just miss so high
Time´s passing by and I´m
I´m on my way

NIGHT LIGHTS

Music: Uli Jon Roth Instrumental

SPEEDY´S COMING

Music: Rudolf Schenker

 Lyrics: Klaus Meine

You look at a posterYou look at the wall
The wall in the room where you live
Where you live with your stars
Just listen to his records
Now hear what he says
For he says, "I love you little girl
Come to see me today"

Speedy´s Coming
You live in his heart
Speedy´s Coming
You live in his heart

You like Alice Cooper
You like Ringo Starr
You like David Bowie
And friends in the Royal Albert Hall
Stick up the pictures, movies, TV
And I´ll bring you the show little girl
Come to see me today

Speedy´s Coming
You live in his heart
Speedy´s Coming
You live in his heart

You like Alice Cooper
You like Ringo Starr
You like David Bowie
And friends in the Royal Albert Hall
Stick up the pictures, movies, TV
And I´ll bring you the show little girl
Come to see me today

Speedy´s Coming
You live in his heart
Speedy´s Coming
You live in his heart
Speedy´s Coming
You live in his heart
Speedy´s Coming
You live in his heart

 

THEY NEED A MILLION

Music: Rudolf Schenker

 Lyrics: Klaus Meine

I see a rainbow in the sky
So many colors and the light
I see the world and I see all the people
How they´re running all the time

I see your shadow over me
Then in my ears I hear a symphony
I see the world and I see all the people
What they are doing what they need

They need a million and a billion
And your money too
They need a million and a billion
And your moeny too

I feel fine though I realize
That I don´t need the million
They are all poor

I feel fine though I have eyes
To see my world and all it skits on ice

I feel fine though I realize
That I don´t need the million
They are all poor

I feel fine though I have eyes
To see my world and all it skits on ice

DRIFTING SUN

Music: Uli Jon Roth

Lyrics: Uli Jon Roth

Well, sitting on a stone,
Sitting all alone,
Sticky things are rolling down the mountain.
Well, see the lonesome tramp
Who´s living in the damp
Nobody´s in the valley

Shine on, shine on, Sun - oh it´s so cold right here
Shine on, shine on, Sun - shine on all night long

Daydreams are of silent blue
Icy wings will carry you.
Midnight Sun will never shine
Just ravings of a fool you think
And laugh about him all the time.

Shine on, shine on, Sun - oh it´s so cold right here
Shine on, shine on, Sun - shine on all night long

White pale velvet Autumn Sun will fade away
Forgotten Life will finish now in endless grey.
Some days are drifting haze
Some days are glowing blaze
Some days are tides of life...

Staggerin´ along a tropic highway
Crazy lights are whirling ´round and ´round
Hell or heaven - Night or Day?
Burning fingers push the Sun away...

Shine on, shine on, Sun...

FLY PEOPLE FLY

Music: Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine

And I see the tears in your eyes
The rain will fall tonight
And tonight we´ll go to the sky
Because and we fly

All together
Fly to the sky
Fly to the rainbow
Fly people fly
Fly people fly

And I see the smile on your face
When you look into space
He´s so bright and he is so great
Come on or it´s too late

All together
Fly to the sky
Fly to the rainbow
Fly people fly
Fly people fly

See the rainbow in the sun
The man will not go
And the world they have no fun
Hurry up people run

All together
Fly to the sky
Fly to the rainbow
Fly people fly
Fly people fly

All together
Fly to the sky
Fly to the rainbow
Fly people fly
Fly people fly

THIS IS MY SONG

Music: Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine

I can´t believe what the people say
There´s only hate everywhere
So many people go different ways
So many things don´t you care

They see nobody, they see themselves
But a stage like in a show
They see the hell, and they need your help
They need your help, they need love, love

This is my song
I tell you about the story of love
This is my song
I tell you about the story of love

This is my song
I tell you about the story of love
This is my song
I tell you about the story of love

I think I need you, you need me too
The place where we live is here
The world is griping what can I do
For you and you everywhere

I sing this song ´bout the world of love
And hope you hear what I say
Forever freedom, forever love
Forever love everyday

FAR AWAY

Music: Rudolf Schenker, Michael Schenker Lyrics: Klaus Meine Take your hand and you take my hand
Let´s try to learn to fly
Here what I say, here what I say
Dream and close your eyes

Too much hate
Too much hate
So many things are wrong
So many ways, so many ways
Flying through the sky forever
into another time

Yesterday so far away
Many miles together
Were looking for a way

Day by day
So far away
All the world
To do the same

So we go together
Will you show me the way
Time has gone
It has gone

Far away, far away

And today
I´ll see a way
Follow me we love you
Just listen, what I say

Forget your name and yesterday
Put out your hand
I´ll do the same

Now were going to another land
Will you show me the way
Time has gone
It has gone far away
Far away

FLY TO THE RAINBOW

Music: Michael Schenker

Lyrics: Uli Jon Roth

Life is empty, can´t remember anytime before,
On a plain lit cold December, see it evermore,
Gliding through this life, and another is a child,
and we´re doing games, and losing things,
Always playing gigs.
Somewhere in the sky, where the moon the stars shine bright,
Where the sun is shining, in the night.
I am in disgrace, yet i see a smiling face,
and i hope you let me, share your place.
I don´t live today.

Rain in the sky , make the world fly,
Into time, beg me your time.
Sun in the sky, make the world fly,
Into time, beg me your time.

Rain in the sky , make the world fly,
Into time, beg me your time.
Sun in the sky, make the world fly,
Into time, beg me your time.

Rain in the sky , make the world fly,
Into time, beg me your time.
Sun in the sky, make the world fly,
Into time, beg me your time.

Well, I lived in magic solitude
Of cloudy-looking mountains
And a lake made out of crystal raindrops ...
Roaming through Space tenthousand years ago
I´ve seen the giant city of Atlantis
Sinking to eternal waves of darkness ...

Somewhere in the blue distance
Are those long-forgotten trees of yore
A broken violin floating alone in December
Darkness everywhere and nothing more.

Symbol - strange Symbol - Melancholy
Painting torrid colors to a sky of green
Candle breathing one night only
Far away - in chillness - bleak - unseen ...

Drifting galley - ghostlike shadow,
Sails rigged to catch and kill the Time...
Echoes wandering down an endless meadow
To call the Thing ... Sublime !...

I´M GOING MAD

 

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

Walking through the desert
You know what it´s about
It´s really from the church
Too foreign
That was never there
Yet you know I´m in heaven
But it is a hell
Sun is drying up my brain
The smile and installations
Are my pain
I´m going mad
I´m going mad
I´m going mad
Aaaayowwww!!!

Walking through the desert
You know what it´s about
It´s really from the church
Too foreign
That was never there
I´m goin´ mad!
Sun is drying out my brain
The smile and installations
Are my pain
I´m goin´ mad!
I´m goin´ mad!
I´m goin´ mad!
mad!

IT ALL DEPENDS

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

Yeah!
Takes my dinner
Drinks my beer
Spends my money
But I don´t care

She´s my love
She´s my dear
Love is here
I was there

Ahhh!
Yeah!

LEAVE ME

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

I´m lost
Woman leave my life
Woman be so kind
Woman well you know
Well you know
Yeah, well you know

Zero in returns
Zero she´s my girl
Woman well you know
Well you know
Yeah, well you know

Zero in returns
Zero she´s my girl
Woman well you know
Well you know
Yeah, well you know

IN SEARCH OF THE PEACE OF MIND

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

When I´m alone I´m feeling blue
Dreaming a dream of a world that´s lovely and true

Faintly the dream of a true and wonderful world
And no one will care as long as the world will turn

Faintly the dream of a true and wonderful world
And no one will care as long as the world will turn

And I know a place to go to find my peace of mind
And I know a place to find my peace of mind

And I try
And I try
And I try
And I try...

INHERITANCE

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

Test the mend, devil melt
Bloody money when it´s lent
Scum repair everywhere
They want money, oh

Heavenly won´t it be
Here´s some money
Belong to thee
I will pay they will say
Give your money, oh

Obligator came and said to me
Why don´t you pay your debt
The debt that you amend
Asking him forgive on his demand
For I am with a mate
Despite in her return
Remittance of the debt
I can´t accept
He told me and he capped
Quite time on his demand

Imaginations came into my brain
Cause if you patients came
That brings me in my break

Test the mend, devil mend
Bloody money when it´s lent
Scum repair everywhere
They want money, oh

ACTION

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

Yeah, count to five
And I will start my car for a ride
Yeah, a hundred miles
And I will be at speed satisfied

Yeah, I´ll miss my life
Behind my driving wheel once it´s fine
Yeah, action time
One only can obtain with it´s style

Yeah, I´ll miss my life
Behind my driving wheel once it´s fine
Yeah, action time
One only can obtain with it´s style

Yeah, it´s a good time
Time knows wish its mile
Yeah, about time my
Gotta speed in my life

Yeah
Yeah
Yeah
Yeah
...

Go ...

LONESOME CROW

Music: Michael Schenker, Rudolf Schenker

Lyrics: Klaus Meine, Wolfgang Dziony, Lothar Heimberg

Sunday´s gone
Months´re gone
Some learn they´re there
Lonesome crow
Where are they from
Where are their thoughts

No, nobody knows
Or even thought
Please follow them
Will surely be said
Ooooow!

Aaaah Ahahahah Ahahahah Ahahahah Ahahahah Haaaah

No, nobody knows
Or even thought
Please follow them
Will surely be said

Informação da banda
Género musical: Hard rock

Site: www.the-scorpions.com ::: http://www.rockyourlife-yeah.com/ ::: http://www.matthiasjabs.de/

Contactos: Scorpions Musikproduktions- und Verlags GmbH Bohlenweg 8 30835 Langenhagen Germany USt-IDNr.: DE 173213819

Editora: Sony

Membros: Klaus Meine - Voz Rudolf Schenker - Guitarra Matthias Jabs - Guitarra James Kottak - Bateria Pawel Maciwoda - Baixo

Fórum
Forum (Quinta, 30 de Junho de 2011 às 19:29, Comentar )
Forum (Sexta, 19 de Novembro de 2010 às 13:02, 61 )
Forum (Quinta, 10 de Junho de 2010 às 23:34, 34 )
Forum (Sexta, 9 de Abril de 2010 às 10:05, 5 )
Forum (Sexta, 2 de Abril de 2010 às 22:46, 1 )
Forum (Quarta, 24 de Março de 2010 às 12:58, 1 )
Forum (Quarta, 17 de Março de 2010 às 18:57, 16 )
Forum (Terça, 16 de Março de 2010 às 17:25, 4 )
Forum (Domingo, 14 de Março de 2010 às 17:38, 1 )
Eventos
Fotos
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:18
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:14
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:11
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:06
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:06
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:06
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:06
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 15:06
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 14:59
 ( Comentar )
scorpions
Skywriter , Galeria fotos
Quarta, 3 de Março de 2010 às 14:59
 ( Comentar )
Vídeos
Rock Zone
Skywriter , Galeria de Vídeos
Sexta, 2 de Abril de 2010 às 23:28
 ( Comentar )
Animal Magnetism
Skywriter , Galeria de Vídeos
Quinta, 18 de Março de 2010 às 17:29
 ( Comentar )
Samples - Sting in the tail
Skywriter , Galeria de Vídeos
Domingo, 7 de Março de 2010 às 13:05
 ( Comentar )
1982 - No One Like You
Skywriter , Galeria de Vídeos
Terça, 2 de Março de 2010 às 16:28
 ( 1 )
1972 - Im Going Mad
Skywriter , Galeria de Vídeos
Terça, 2 de Março de 2010 às 16:24
 ( Comentar )
mkc
Artistas de A a Z
A B C D E F G H I J K L M
N O P Q R S T U V W X Y Z
Info da página do artista
Nº de visualizações: 18990
Prestígio: 25
*Última edição por: LG
*Em: 08/Jan/2014, 14:04
Líder:
sofia (...) 0
Colaboradores:
PUBLICIDADE
O meu perfil
Os meus atalhos
A minha página
O que é isto?
A minha página
Os meus dados
O que é isto?
Os meus dados
Inbox O que é isto?
Inbox
O meu Blog: vernova entrada
Blog
O que é isto?
O meu Fotoblog: vernova entrada
Fotoblog
O que é isto?
O meu Vídeoblog: vernova entrada
Videoblog
O que é isto?
Fórum: Escrever artigo no fórum
Escrever no fórum
O que é isto?
Classificados: Inserir classificado
listar activoslistar inactivosfavoritos
Inserir classificado
O que é isto?
Galeria Blitz: inserir fotoinserir vídeo
Galeria
O que é isto?
Os meus amigos
Ver lista Ver lista Ver convites Ver convites
Links úteis: Top prestígioPesquisar utilizador
Últimas actualizações
31/Jul/2014, 14:18
31/Jul/2014, 12:35
31/Jul/2014, 0:08
30/Jul/2014, 12:18
30/Jul/2014, 12:03
Top Artistas
Prestígio 32
Prestígio 25
Prestígio 25
Prestígio 25
Prestígio 25
Home  |  Termos de Utilização  |  Política de privacidade  |  Política de cookies  |  Notícias  |  Fórum  |  Agenda  |  Festivais  |  Artistas de A a Z  |  Classificados  |  Galerias  |  Blitz TV  |  Edição Impressa  |  Assinar Revista  |  Newsletter  |  Passatempos  |  BLOGS  |  Ficha Técnica  |  F.A.Q.
© copyright BLITZ 2006. Todos os direitos Reservados
BLITZ - Edificío São Francisco de Sales, Rua Calvet de Magalhães 242 - 2770-022 Paço de Arcos T. 21 4544161 F. 21 4415843 e-mail: blitz@impresa.pt - Anuncie na Blitz
Artistas de A a Z