Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

FB Instant Articles

Momento nostálgico: o que raio aconteceu ao Winamp?

Um dos softwares mais populares para a audição de música deixou de ser atualizado em 2013

O Winamp foi, durante muitos anos, um dos softwares mais populares não só para a escuta de ficheiros .mp3 como também para ripar CDs para áudio digital, e para construir bibliotecas musicais.

Em 2013, a equipa responsável pelo programa anunciou que iria deixar de o atualizar e de o providenciar para download, provocando grosso modo a sua morte.

A história do Winamp está intimamente ligada à disseminação de ficheiros .mp3 e da pirataria digital - no final dos anos 90, poucos eram os melómanos que não tinham uma cópia do programa, famoso pela sua capacidade de personalização.

Foi a partir da sua compra pela gigante AOL, em 1999 (um negócio que envolveu 100 milhões de dólares), que o Winamp começou a perder terreno para a concorrência, como o iTunes.

20 anos após a sua criação, o primeiro diretor executivo do Winamp, Rob Ford, lamenta esta "morte" - dizendo mesmo que o software poderia, hoje, "estar na mesma posição do que o iTunes, se não tivessem sido algumas decisões diretoriais da AOL".