Blitz Records

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Blitz Records

Veja aqui o vídeo de 'We Claim The Right', primeiro tema do novo EP das Anarchicks na BLITZ Records

Teledisco do tema-título do EP está aqui. Aproveite para ouvir as 5 faixas de We Claim The Right - disponível em quase todas as plataformas.

Está já disponível o EP We Claim the Right, com edição BLITZ Records, nas principais plataformas digitais: Spotify, MEO Music, Google Play, Deezer, Tidal, Nokia Mix Radio e a loja digital iTunes. O EP é composto por "We Claim The Right", "Witch One", "Slide to Unlock", "Sloppy Seconds" (com Peaches) e "My Way". Veja aqui o vídeo de "We Claim The Right", primeiro single:

Ouça aqui o EP We Claim The Right no Spotify: Aqui pode ouvir We Clain The Right no MEO Music Ouça o EP We Claim The Right, das Anarchicks, via Deezer [reprodução integral das faixas para utilizadores registados; 30 segundos para não registados]: Aceda aqui a We Claim The Right, das Anarchicks, no Google Play, através de download e streaming Ouça aqui We Claim The Right, das Anarchicks, via Tidal As Anarchicks começaram por ser apenas duas - Helena e a ex-vocalista, Priscila Devesa -, passaram a trio com a entrada da baterista Catarina Henriques e, finalmente, tornaram-se numa "relação a quatro" quando a estas se juntou a guitarrista Ana Moreira, tendo entretanto encontrado nova voz pela garganta de Marta Lefay. Mas não são estes os nomes que compõem verdadeiramente a banda; as Anarchicks são, hoje em dia e para além de Lefay, Katari (Catarina), Lola (Ana) e Synthetique (Helena), nomes de guerra escolhidos não para fazer a revolução mas para vincar uma espécie de dupla personalidade. Fora dos palcos, são veterinárias, copywriters, psicólogas, bioquímicas. Em cima deles são o que quiserem ser. A um primeiro EP ( Look What You Made Me Do, 2012) seguiu-se o álbum Really?! (2013), que as levou a tocar em festivais como o Vodafone Mexefest e o Super Bock Super Rock, este último no palco principal. Agora, estreiam-se na BLITZ Records com o EP We Claim The Right.

Na festa do 31º aniversário da BLITZ foi lançada a editora BLITZ Records, disposta a assinar novo talento para edição de música em plataformas digitais como o Spotify, Meo Music, YouTube, Apple Music, iTunes e Google Play, entre outras. Logo nessa ocasião, que teve lugar no Musicbox, em Lisboa, atuou Prodígio, o primeiro lançamento desta label digital. A partir de agora necessitamos da vossa ajuda. Quem tiver interesse em editar pela BLITZ Records deve enviar as faixas escolhidas para o endereço de e-mail blitzrecords@blitz.impresa.pt. Estas edições são consideradas EP ("extended play") pelo que necessitamos que enviem não mais de seis temas, sendo necessários que todos eles se mantenham inéditos. Também devem ser enviadas imagens e vídeos, ou links para esses conteúdos, assim como um texto em que é apresentado o projeto. A escolha dos artistas, bandas e temas a editar será da exclusiva responsabilidade da redação da BLITZ e da Sony Music Entertainment, nossa parceira nesta aventura. Para o efeito, os eleitos assinarão contrato com a BLITZ Records. O nosso calendário prevê a edição de um novo artista todos os meses, com óbvias repercussões editoriais no número da revista e também no BLITZ online, facebook e em todas as outras plataformas onde a BLITZ está ou estará representada. Desde a primeira hora que a BLITZ plasmou no seu estatuto editorial a necessidade de "fazer a divulgação das mais atraentes aventuras da música contemporânea". Mantemo-nos fiéis a essa missão, conhecendo a responsabilidade que nos cabe no que respeita à música em Portugal. Agora, vamos alargar esse esforço à edição de música em plataformas digitais. Contem connosco!